Pagina inicial

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Dependência de você


Sinto tanto a sua falta
Mesmo você estando ao meu lado
E como se não estivesse

Sinto-me só
Às vezes morta

Não quero, mas, fingir
Vamos logo abra o jogo

Você me ama?
Ou, você me odeia?
Não me deixe aqui

O abismo está tão próximo de mim
Vem, não me deixe cair
Posso ser a mais doce das criaturas

Sinto-me só
Às vezes morta

Não quero, mas, fingir
Vamos logo abra o jogo

Talvez quando você decidir me procura
Vai ser tudo em vão
Posso esta tão fria quanto a neve
Que cai sobre nossos corpos

1 comentário:

Anónimo disse...

axei lindo isso q vc fez espero conceguir fazer um tmb bssss parabéns !!!

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo